DEU NO JORNAL

A PALAVRA DO EDITOR

MARCELO ALCOFORADO

A BRUMA DE BRUMADINHO

Bruma não é só um fenômeno meteorológico. Em sentido estrito, ensina o Houaiss, é nevoeiro, é neblina. Em sentido figurado, trata-se do que não é claro ou impede de ver ou de compreender algo com clareza; enquanto para a mineralogia empresarial se trata de uma lavra aurífera sem interesse, por proporcionar mais despesas do que lucro.

O livro As Brumas de Avalon, de Marion Zimmer Bradley, tem sua história ambientada durante a vida do rei Artur e tem por finalidade glorificar a já conhecida lenda.

Enquanto isso, A Bruma de Brumosinho tem muito a contar e nada a glorificar.

Contando-se com clareza, só há espaço para a mais rigorosa censura a uma tragédia evitável, feita de incúria e pressuposição de impunidade, que agora, diante das sanções que se impõem aos responsáveis, podem atingir a fabulosa cifra de R$ 8 bilhões, além de até cinco anos de prisão para servidores da Vale e também para os engenheiros terceirizados que, após vistoria, atestaram a segurança da represa.

Aos irmãos brumadinhenses, pois, vítimas de um desastre de tão perversas proporções, palavras de William Shakespeare que podem ajudar a repor alguns tijolos no edifício da coragem demonstrada ao mundo: Não há noite tão longa que não encontre o dia.

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

MAURO FREITAS – RECIFE-PE

Para o meu blog predileto.

Um texto que copiei do Twitter.

Gostaria muito de saber quem é o autor para dar meus parabéns.

Publique por favor.

Obrigado.

* * *

Você conhece essa mulher?

Não?

Bem, essa é a Major CB/MG Karla Lessa.

Muito provavelmente você viu a foto que está rodando o mundo, de um resgate extremamente difícil em Brumadinho e ouviu os comentários sobre o desempenho incrível do piloto do helicóptero.

Karla era a piloto daquele helicóptero, responsável por realizar uma manobra complicadíssima para salvar uma vida.

Já se passaram dois dias e até agora você não viu o movimento feminista parabenizar essa mulher. Você não viu a foto dela circular na boca e nas redes sociais das rainhas da hipocrisia, que dizem lutar pelo empoderamento feminino.

Acontece que Karla não urinou na rua. Karla não defecou em uma igreja. Karla não fez sexo em local público. Karla não mostrou os seios em uma passeata. Karla não ficou histérica em um programa, dizendo que os homens cometem Mansplaining ou seja lá o que for.

Karla é a mulher inteligentíssima, que estudou muito, que lutou para chegar onde queria, que se tornou major e que agora pilota um helicóptero com uma habilidade fascinante e salva vidas na tragédia em Brumadinho.

Para o movimento feminista, isso não é motivo de aplauso.

Mas, eu faço questão de dizer: Karla, você é uma heroína, que me inspira e abarca no exercício da sua profissão, minha maior aspiração: dar tudo de mim por quem precisa.

Obrigada, Karla.

Fica registrado aqui todo meu reconhecimento.

Força e honra!

Primeira mulher piloto de aeronave de bombeiro no país, major Karla Lessa retirou vítimas da lama em regate dramático.

JOSÉ NÊUMANNE - DIRETO AO ASSUNTO

DEU NO JORNAL

COMÍCIO NO VELÓRIO

* * *

Segundo a deputada eleita Carla Zambelli, um dos motivos que levaram a juíza Carolina Lebbos a negar a permissão de saída ao presidiário foi uma convocação feita por Lindbergh Farias para a militância petista criar uma aglomeração e fazer um comício no velório do Vavá.

A seguir, íntegra de uma nota publicada n’O Antagonista:

A juíza Carolina Lebbos, da Justiça Federal no Paraná, negou pedido de Lula para ir ao enterro do irmão Vavá, marcado para as 13h desta quarta em São Bernardo do Campo (SP).

A defesa pediu que ele deixasse a carceragem da Polícia Federal em Curitiba temporariamente, com escolta. Lebbos, porém, seguiu pareceres da PF e do Ministério Público, que opinaram contra.

“Este Juízo não é insensível à natureza do pedido formulado pela defesa. Todavia, ponderando-se os interesses envolvidos no quadro apresentado, a par da concreta impossibilidade logística de proceder-se ao deslocamento, impõe-se a preservação da segurança pública e da integridade física do próprio preso.”

Além da falta de meios para transportar o petista, a PF e o MPF apontaram risco à ordem pública, possibilidade de fuga, protestos ou danos à integridade física do ex-presidente.

Leia AQUI a íntegra da decisão.

* * *

Outra nota d’O Antagonista:

Para a surpresa de ninguém, os petistas transformaram o velório de Vavá, irmão de Lula, em comício.

Gleisi Hoffmann, Paulo Pimenta, Fernando Haddad e companhia estão fazendo uma transmissão ao vivo agora, direto do cemitério, defendendo o criminoso que está preso em Curitiba.

Haddad, Gleisi e Pimenta fazendo comício no velório

* * *

Gleisi apaga a convocatória para o comício no cemitério

Estava tudo pronto para fazer no cemitério um carnaval macabro pela soltura de Lula.

CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

JOSÉ PAULO CAVALCANTI – RECIFE-PE

Recebi esse texto que reproduzo a seguir que talvez o nobre Guru já conheça.

Mas que talvez ache interessante ler ou reler.

R. Conhecia não, meu caro amigo.

Sutilezas desta nossa fantástica língua.

Tá ótimo.

Transcrevo da maneira que você nos mandou.

Grato pelo envio.

* * *

Vírgula pode ser uma pausa… ou não.

Não, espere.
Não espere..

Ela pode sumir com seu dinheiro.

23,4.
2,34.

Pode criar heróis..

Isso só, ele resolve.
Isso, só ele resolve.

Ela pode ser a solução.

Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião.

Não queremos saber.
Não, queremos saber.

A vírgula pode condenar ou salvar.

Não tenha clemência!
Não, tenha clemência!

Uma vírgula muda tudo.

Detalhes Adicionais:

SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.

* Se você for mulher, certamente colocou a vírgula depois de MULHER…

* Se você for homem, colocou a vírgula depois de TEM…

Moral da história:

‘A vida pode ser interpretada e vivida de diversas maneiras. Nós é que fazemos a pontuação.

Pontue sua vida com o que realmente importa.

Isso faz toda a diferença.

AUGUSTO NUNES

HORA DE ENGAIOLAR

Augusto Nunes

Criadas no governo Fernando Henrique Cardoso para acelerar a modernização da máquina administrativa federal, as agências reguladoras foram transformadas pelos governos do PT em cabides de emprego a serviço de interesses de empresas que atuam nas áreas que as deveriam monitorar.

Até Rosemary Noronha, então amante de Lula, andou promovendo comparsas a diretores da Agência Nacional de Águas (ANA), à qual se reporta à Agência Nacional de Mineração, que deveria garantir a fiscalização das barragens de rejeitos. Todas as agências reguladoras precisam ser dedetizadas pelo novo governo. Não seria má ideia começar pela ANA.

Privatizada também no governo FHC, a Vale foi reestatizada oficiosamente em 2011, quando pressões urdidas por Lula e intensificadas por Dilma Rousseff resultaram na demissão do presidente Roger Agnelli. Os acionistas devem afastar sem demora os criminosos que dirigem a Vale, até para evitar a falência – financeira e moral – da empresa ameaçada de tornar-se uma Odebrecht das mineradoras.

Com a participação de fiscais e engenheiros corruptos, além de políticos canalhas, a parceria entre agências aparelhadas e a empresa deformada por ingerências indevidas deu no que deu. Não deixa de ser um consolo saber que, desta vez, a impunidade não prevalecerá. Os empreiteiros aprenderam com a Lava Jato que há vagas na cadeia também para eles. Chegou a hora de engaiolar a turma das barragens assassinas.

Nesta terça-feira, foram presos dois engenheiros terceirizados da Vale, ligados ao projeto da causa do drama em Brumadinho, e outros três funcionários da empresa diretamente envolvidos e responsáveis pelo empreendimento. Faltam os chefões.

DEU NO JORNAL

É ESTATAL QUE SÓ A PORRA!

O secretário de Desestatização e Desinvestimentos do Governo Federal, Salim Mattar, afirmou nesta terça-feira (29) que apenas a Petrobras, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal deverão ser preservadas como empresas estatais.

A União tem hoje 138 estatais sob sua gestão.

* * *

Vai ter muito petista chorando por perder os doces peitinhos mamatórios das empresas estatais.

Boa notícia.

Mais pra frente, privatiza também a Petrobrás e os bancos.

A HORA DA POESIA

MADRUGADA EM MEU JARDIM – Jansen Filho

Um divino clarão vem do nascente
E sobre o meu jardim calmo resvala!
Na graça deste quadro reluzente,
A aragem fria os meus rosais embala!

Tudo desperta misteriosamente!
E a luz cresce e se expande em doce escala,
Avivando o Lençol resplandecente
Da brancura dos lírios cor de opala!

E o sol, doirando as franjas do horizonte,
Celebra a missa do romper da aurora
Na doce Eucaristia do levante!

Da passarada escuta-se o clarim !
E a madrugada estende-se sonora,
Na aleluia de luz do meu jardim !