O ESTOURO DA FOSSA PETRALHA

O BNDES divulgou nesta sexta (18), por ordem do presidente Jair Bolsonaro, uma lista com os 50 maiores tomadores de recursos do banco dos últimos 15 anos. A lista é um autêntico “mapa da mina” da corrupção, mostrando empresas privadas protagonistas da corrupção nos governos do PT, como a Odebrecht, que sozinha teve R$18 bilhões para realizar obras no exterior, em contratos sem licitação, obtidos graças ao lobby político exercido por tipos como o ex-presidente Lula, um dos maiores destinatários das propinas da construtora.

O banco divulgou que a estatal Petrobras foi a empresa que mais tomou dinheiro, R$62 bilhões, mas não destaca que os negócios bancados com esses recursos envolveu empresas privadas envolvidas na corrupção dos governos Lula e Dilma.

Outros envolvidos em investigações da Operação Lava Jato aparecem no ranking como a JBS, na 20ª posição, com R$ 7 bilhões. A Andrade e Gutierrez também aparece com financiamentos que somam cerca de R$ 5 bilhões.

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) usou sua conta no Twitter para falar sobre a divulgação da lista: “Ainda vamos bem mais a fundo! BNDES divulga interessante link identificando os países que usaram os recursos financeiros do Brasil e os motivos dos empréstimos. Tire suas conclusões”, declarou o presidente.

Confira os cinco maiores tomadores de recursos do BNDES nos últimos 15 anos:

1. Petrobras: R$ 62 bilhões;
2. Embraer: R$ 49 bilhões;
3. Norte Energia: R$ 25 bilhões;
4. Vale: R$ 22 bilhões;
5. Odebrecht: R$ 18 bilhões.

O banco divulgou ainda a discrição de contratos de apoio à exportação brasileira para obras no exterior dividas por países. Na lista aparecem Angola, Argentina, Costa Rica, Cuba, Equador, Gana, Guatemala, Honduras, México, Moçambique, Paraguai, Peru, República Dominicana e Venezuela. Na página, é possível acessar todos os contratos com cada país na íntegra.

Clique aqui para ver a lista completa.

* * *

É phoda!!!

O desastre petralha que devastou o Brasil foi simplesmente piramidal.

Foi impressionante, surreal, acachapante, arrasador, fantástico, angustiante, esmagador, inigualável, avassalador.

No ano de 2015, quando se tentou quebrar o sigilo das operações do BNDES, a então presid-Anta Dilma Rousseff, mais conhecida como Vaca Peidona, vetou a medida.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

Xolinha de tabaca arrombada pela ladroagem da quadrilha de Lula

MARCOS ANTONIO – RECIFE-PE

Caro editor,

estou enviando o convite e uma pequena resenha da obra para que se possível possa ser divulgado no seu site.

Atenciosamente

Marcos Antônio Soares – Bibliotecário da UFPE

* * *

Resenha por Claudia Freire, Mestre em teoria literária pela UFPE

Em seu mais recente livro (o sexto!), o escritor Marcos Soares presenteia os leitores com pequenos contos. Pequenos em extensão, diga-se de passagem, mas que trazem em si a sensibilidade de um narrador que se mostra atento à vida, às pequenas desventuras cotidianas, aos encontros e desencontros, os quais qualquer um de nós poderia vivenciar.

Em algumas das histórias percebe-se a aproximação de um realismo fantástico, quando os objetos são tão protagonistas quanto os personagens, que nos convida a mergulhar no universo do (im) possível que a literatura nos proporciona.

Em outras, encontramos personagens que podem nos emocionar ou despertar nossa aversão, apresentados por um narrador onisciente, construídos a partir da observação acurada do comportamento humano, característica esta presente em todas as obras do autor.

16 histórias à procura de um leitor é um livro atemporal, como assim são todos os sentimentos expostos ao longo de suas páginas, com tanta habilidade, por Marcos Soares.